1ª Conferência Municipal de Saúde

Saúde da Mulher e de Vigilância em Saúde: Foram elaboradas propostas e eleitos delegados para a etapa estadual

Prefeito durante discurso em conferência
Prefeito durante discurso em conferência

20/04/2017 as 15:47 (Atualizado em 24/06/2017 as 23:04), postado por Comunicação, Fonte: Assessoria de Comunicação

Estiveram presentes à 1ª Conferência Municipal de Saúde da Mulher e de Vigilância em Saúde de Ibatiba cerca de 100 pessoas, entre profissionais de saúde, servidores, representantes de entidades e usuários do SUS.
 
As conferências aconteceram ontem (19), na Câmara de Vereadores, e a cerimonia de abertura foi prestigiada pelo prefeito municipal Luciano Pingo, diretor geral do Campus IFES Ibatiba Flávio Pena, gerente da Caixa Econômica Federal Maxsuel, vereadores José Paulo, Carlos Alberto e Elias Cândido, Edson Saloto do Sindispumies, Luciana Trindade representando o Conselho Municipal de Saúde, Maria da Penha Canabarro do Sindicato dos Trabalhadores Rurais entre outros.
 
 
1ª Conferência Municipal de Saúde da Mulher
 
A programação da manhã foi voltada a saúde da mulher com o tema “Desafios para Integralidade com Equidade”, tema essa trabalhado na palestra da ginecologista obstetra dra. Barbara Trindade.
 
“Há poucos anos conquistamos (mulheres) o direitos e deveres iguais aos dos homens, e somos iguais perante a lei e também somos iguais perante o SUS” dra. Bárbara deixou essa mensagem  falando da ascensão da mulher na sociedade e dos seus direitos e necessidades específicas em relação à saúde.
 
Na sequência o público foi dividido para trabalhos em grupos cada um com um eixo temático, sendo eles:
1- O papel do estado no desenvolvimento socioeconômico e ambiental e seus reflexos na vida e na saúde das mulheres.
2- O mundo do trabalho e suas consequências na vida e na saúde das mulheres.
3- Vulnerabilidade e qualidade na vida e n saúde das mulheres.
4- Políticas públicas para as mulheres e a participação social
 
Desses grupos surgiram propostas voltadas para alcançar o tratamento igual para as mulheres dentro das diferenças de cada uma, de acordo com suas realidades socioeconômicas, em projetos como o de acompanhamento psicológico de vítimas de violência, educação sexual nas escolas, intensificação de ferramentas de fiscalização trabalhista e até mesmo a rejeição a reforma da previdência que iguala tempos de aposentadoria entre os sexos.
 
 
1ª Conferência Municipal de Vigilância em Saúde 
 
Já na parte da tarde, aconteceu a conferência de vigilância em saúde com o  tema “Direito, Conquista e Defesa  de um SUS Público de Qualidade”, tema trabalhado na palestra da dra. Adalzira, representante da Secretaria Estadual de Saúde - SESA.
 
“Teve um período em que se acreditava que saúde era ausência de doenças, mas não é, é o bem estar geral.” Com essa colocação a dra. Adalzira trouxe informações sobre a organização do SUS.
 
Os grupos voltaram  a se formar sobre os seguintes eixos temáticos:
1-O papel da vigilância em saúde na integralidade do cuidado individual e coletivo em toda rede de atenção à saúde.
2- Acesso e integração das práticas e processos de trabalho das vigilâncias epidemiológicas, sanitárias, em saúde ambiental e do trabalhador e dos laboratórios de saúde pública.
3- acesso e integração dos saberes e tecnologias das vigilâncias: epidemiológica, sanitária, em saúde ambiental, do trabalhador e dos laboratórios de saúde pública.
4-Responsabilidade do estão e dos governos com a Vigilância em saúde.
5- Gestão de riscos de estratégias para a identificação, planejamento, intervenção, regulamentação, ações intersetoriais, comunicação e monitoramento de riscos doenças e agravos, inclusive as negligenciadas.
6- Monitoramento de vetores e de agentes causadores de doenças e agravos à população.
7- Implementação de políticas intersetoriais para promoção da saúde e redução de doenças e agravos, inclusive negligenciadas.
8- A participação social no fornecimento da Vigilância em saúde.
 
Desses temas surgiram proposições para melhoria dos serviços em termos de acesso, qualidade e informação na assistência, prevenção e promoção de saúde como por exemplo a criação de uma rede de atenção às vítimas de violências familiares e a aplicação de multa diante do desrespeito do horário de coleta de lixo.
 
Cumprido a programação, foram eleitos quatro delegados municipais, que representarão Ibatiba na etapa estadual da conferência de saúde, são eles Edson Saloto, José Paulo Costa Silva, Esilaine Dias e Angela Maria.

 

Aguarde, enviando dados!

clear